Veja como a automação de processos é benéfica em escritórios de advocacia

Veja como a automação de processos é benéfica em escritórios de advocacia
Edison Fernandes
Escrito por

Se fossemos contar a história recente do país em algumas poucas palavras, seria impossível não falar no quanto evoluímos na consolidação dos direitos fundamentais. Sabemos que o advogado foi, à época, e continua a ser, uma peça muito importante dentro dessa sistemática, dado o fato de não haver justiça sem advogado.

No entanto, a ampliação do acesso à justiça, desencadeada pela Carta de 1988 e retomada pelo Código de Defesa do Consumidor e pelas mais recentes alterações na lei processual, trouxe um desafio sem precedentes, principalmente para os profissionais que militam no contencioso.

Como consequência, muitos escritórios encontram na automatização de processos as ferramentas de que precisam para encarar essa nova realidade. Isso se justifica na medida em que os sistemas informáticos adotados tanto pela classe como pelo Poder Público prestigiam os princípios da eficiência, da celeridade e da duração razoável do processo, beneficiando não apenas os operadores do direito, mas, sobretudo, o cidadão.

Business Intelligence aplicado à Advocacia

Se observarmos de perto a rotina de um escritório de advocacia, não é incomum constatarmos que estamos descartando um dos recursos mais valiosos de que dispomos: a informação. Cada processo realizado no âmbito de nossa atuação, seja minutar uma contestação, redigir uma apelação ou realizar uma audiência, está recheado de informações valiosíssimas.

O que um bom software de BI faz é juntar todos esses pequenos dados e transformar em informações úteis e importantes para a tomada de decisões estratégicas pelos sócios ou pela equipe de gestão do escritório.

Vamos supor que o gestor do escritório esteja na dúvida entre contratar um advogado civilista e um trabalhista. Nesse caso, o software de gestão pode ajudar — basta conferir relatórios, estatísticas e gráficos relativos ao volume de processos e de trabalho em cada área.

Presença de robôs no escritório

Os robôs têm permitido que a carga de trabalho burocrático realizada pelo advogado seja substancialmente reduzida — uma antiga reivindicação da classe. Se pararmos para pensar, a localização de processos no portal do tribunal, o “download” de petição inicial, cálculo de custas, verificação de prazos, nenhuma dessas são atividades substancialmente jurídicas. Se estivéssemos no âmbito do serviço público, poderíamos até dizer que são “atos de mero expediente”.

Quando confiamos a prática de todos esses atos a um sistema de computador, o advogado entra apenas para tomar decisões estritamente jurídicas, como redigir uma peça processual e realizar audiências. Como consequência disso, o advogado consegue trabalhar de forma mais eficiente e ter um volume maior de processos sob o seu patrocínio.

Automatização e integração com software de gestão

Por fim, não poderíamos deixar de mencionar os benefícios da automatização e integração de processos de trabalho. Trata-se de mais uma frente de combate à burocracia, ao retrabalho e às tarefas repetitivas, fazendo com que o advogado possa dedicar seu tempo ao que importa de verdade: defender a causa do cliente.

A solução informática pode fazer isso por meio da adoção de um sistema de atualização automática de andamentos e publicações, uma agenda interativa de prazos processuais, um gerenciador de processos que permita emitir relatórios automáticos para fins de prestação de contas para o cliente etc.

Este conteúdo foi útil para você? Então siga nossas páginas nas redes sociais e tenha acesso a muito mais — estamos no Facebook, YouTube, Twitter, LinkedIn e Google+.

Compartilhar

Edison Fernandes

Edison Fernandes – Sócio Especialista em TI e Processos de Negócios

Deixe uma resposta