Saiba como aplicar o business intelligence no escritório de advocacia

Saiba como aplicar o business intelligence no escritório de advocacia
Edison Fernandes
Escrito por

Estamos no ápice da era da informação. Nesse cenário, a quantidade de fontes de dados externos e o volume de informações produzidos pelas organizações cresceu exponencialmente. Hoje, a melhor maneira de lidar com esse excesso é por meio do business intelligence.

No post de hoje vamos explicar o que é o BI e como aplicá-lo no escritório de advocacia.

O que é business intelligence

O BI é uma metodologia de coleta, análise, organização, compartilhamento e acompanhamento de todas as informações consideradas fundamentais para a administração de um negócio.

Em outras palavras, é um conjunto de estruturas, processos e tecnologias capazes de transformar uma grande quantidade de dados em informações essenciais para a tomada de decisões da empresa. Esse recurso ajuda você a pensar de forma estratégica, fato que favorece um diferencial competitivo enorme.

O que essa estratégia tem para oferecer a um escritório de advocacia

Um banco de dados organizado, gerenciável, dinâmico e acessível possibilita medir a produtividade dos advogados por cliente ou outras categorias. Como é raro um escritório jurídico ser especialista em todas as áreas, o business intelligence ajuda a identificar qual delas possui mais potencial de crescimento.

Por exemplo, o seu sócio pode achar que o segmento que deve ser explorado é o tributário, enquanto você tem convicção de que é o trabalhista. Qualquer decisão tomada dessa forma seria um risco, concorda? Não é possível fazer um investimento com base em achismos. Hoje é preciso trabalhar com certezas.

Então, se você analisar o histórico dos últimos cinco anos de atuação do seu escritório, a sua decisão será baseada em fatos concretos, pois a resposta para as suas dúvidas estarão lá, em forma de dados fáceis de interpretar.

Como aplicar business intelligence no escritório

Software Jurídico

Recomendado para escritórios com mais de 20 advogados, o software jurídico dispõe de todas as informações consolidadas. Ele é capaz de analisar dados com rapidez e eficiência, além de emitir relatórios precisos.

É importante levar em consideração que o sistema deve ser alimentado pelos usuários de forma adequada, pois isso vai garantir a veracidade do cruzamento das informações no momento da consulta.

Aplicação dedicada para BI

Para escritórios de grande porte, o mais recomendado é uma consultoria do fornecedor do software ou uma aplicação dedicada para business intelligence. Isso acontece porque o formato de análise é diferenciado e exige o olhar de profissionais qualificados.

O sistema automatizado permite separar as informações por categorias, como área de atuação, região, clientes, dentre outros. Como maior benefício, ele oferece um alto volume de relatórios.

Principais etapas do processo

  1. Extração e transformação de dados em informação estruturada.

  2. Armazenamento de dados.

  3. Exploração de dados em busca de padrões e subconjuntos de dados.

  4. Desenvolvimento de relatórios e dashboards.

  5. Análises e decisões assertivas.

Benefícios de investir em BI

  • Gestão mais inteligente.

  • Descobertas de oportunidades de negócios.

  • Relatórios Acessíveis.

  • Indicadores Assertivos.

  • Otimização de processos.

Dispor de uma solução de business intelligence que se aplique adequadamente ao perfil do seu escritório pode trazer inúmeros benefícios, proporcionar uma visão abrangente do seu negócio e ser um aliado no desenvolvimento de futuras estratégias. Pense nisso!

Se este artigo foi útil para você, não deixe de nos acompanhar nas redes sociais — estamos no Facebook, YouTube, Twitter, LinkedIn e Google+.

Compartilhar

Edison Fernandes

Edison Fernandes – Sócio Especialista em TI e Processos de Negócios

Deixe uma resposta